Catapora, uma doença da primavera

A primavera é a estação da catapora

Também da rinite e da conjuntivite. A varicela, mais conhecida por catapora, é uma infecção viral; já as inflamações sazonais no nariz e olhos podem ser de origem alérgica.

A catapora é uma doença altamente infecciosa causada pelo vírus varicela-zóster. Mais de 90% dos casos acontecem em pacientes com idades entre 1 e 9 anos. O surto é mais comum na primavera porque combina as variações climáticas da época, que favorecem a proliferação do vírus pelo ar, com a sensibilidade imunológica dos pequenos.

Os primeiros sinais da doença são febre, mal-estar, dor de cabeça e cansaço. Em um ou dois dias, surgem manchas avermelhadas na pele que dão lugar a vesículas (bolhinhas) cheias de líquido claro. Essas bolhas formam casquinhas que provocam muita coceira.

Uma característica da doença é a presença de lesões em diferentes estágios – vesículas junto à crostas e lesões já cicatrizadas. A recuperação completa ocorre de sete a dez dias depois do aparecimento dos sintomas.

O tratamento, assim como para outras doenças transmitidas por vírus, é muito limitado, e resume-se a prevenção das complicações (a mais frequente é a infecção de pele (celulite), mas também pode ocorrer pneumonia. Recomenda-se cortar as unhas das crianças, já que é quase impossível evitar de coçar.

Não use pasta dágua ou Hipoglos: eles favorecem crescimento bacteriano e são difíceis de retirar da pele, prejudicando a higienização. Use de sabonetes anti-sépticos, hidrate bem a criança e mantenha repouso. Procure um médico para acompanhamento.

Não envie a criança à escola e evite o contato com gestantes. Caso tenha contato com gestante e a criança adoeça nos dias seguintes, avise-a para que possa tomar providências.

A doença é benigna, mas pode trazer complicações se contraída na idade adulta. Em Minas Gerais a incidência da doença está bastante alta e já ocorreram pelo menos 3 óbitos. A grande arma contra ela é a prevenção através de vacina, disponível na rede pública e privada.

Adriana Cunha – médica infectologista