Documentário: “O Começo da Vida”

 Por que assistir ao filme?

Se você é mãe, vai ver seu papel representado de forma  visceral, necessário, cheio de contradições.  Se você é pai, vai olhar a construção do amor que nasce junto com seu bebê: que bom saber que você tem um lugar precioso. Se você é pai e mãe, se na sua família só tem pais (ou só tem mães) você vai adorar ver um monte de especialistas comentando que o amor nasce dentro da gente, que o vínculo diário é a maior importância desta história toda e que o cultivo deste amor basta.

Se você é professor, educador, se você lida com crianças diariamente, se é com eles que você passa grande parte dos seus dias: você vai lembrar que seu trabalho diário vai além dos currículos das escolas. Você vai lembrar que a essência do seu trabalho é a relação construída com seus alunos, com seus  sobrinhos, afilhados, com aqueles com quem você redescobre o tempo e para quem você generosamente oferece sua presença (que privilégio!).

Se você não tem filhos, não tem sobrinhos, não é professor, não dirige uma escola: este filme é exatamente seu. Porque conta nas linhas e nas entrelinhas que o começo da vida é onde tudo acontece.

O filme está disponível no Videocamp, Netflix, iTunes, Google Play e Net Now.